cabecalho

Tradutor

ptenfrdeelites

Placard Sindical

placard sindical site

Saúde e Actividades Diárias

Damos conhecimento do manual emitido pela DGS sobre Medidas Gerais de Prevenção e Cont [ ... ]

ADAPTAR OS LOCAIS DE TRABALHO / PROTEGER OS TRABAL...
ADAPTAR OS LOCAIS DE TRABALHO / PROTEGER OS TRABALHADORES

Divulgamos o documento Informativo da ACT que contem 19 recomendações de protecç [ ... ]

Publicados

Informação por email

Subscrever

Se quiser receber a informação do Sindicato por e-mail, inscreva-se aqui

Protocolos

logo medio1

Interpretação conforme for mais conveniente?

AumentoSalarioGoverno quer limitar a atribuição do apoio aos trabalhadores da CP que tenham que ficar com os filhos em casa ou é má interpretação da lei por parte da empresa?

Para o SNTSF, a interpretação da lei é clara. Os trabalhadores que a empresa não a está a escalar para trabalhar, por não necessitar da sua prestação e que tenham entregue a declaração para ficar com os filhos têm direito às medidas de apoio à família. Esta situação está prevista na CP com o código de ausência 7558.
“(…) Aplica-se aos Trabalhadores que exercem atividade por conta de outrem e que faltem ao trabalho por motivos de assistência a filhos ou outros menores a cargo, menores de 12 anos, ou com deficiência/doença crónica independentemente da idade, decorrente de encerramento do estabelecimento de ensino (…)
O apoio não inclui o período das férias escolares (…).” Apenas para esta situação a CP criou o novo código de ausência 7559 conforme documento interno do dia 6 de Abril.
Assim, não entendemos o porquê do referido código ainda se manter se as férias já terminaram.
Os trabalhadores já são confrontados com baixos salários há muitos anos e por isso não o querem ver mais reduzido por má interpretação da empresa.
O SNTSF, continua atento e espera ver esta situação devidamente esclarecida e resolvida pelos responsáveis da empresa.

Videos

Ficha Inscrição

Sindicaliza teFicha de inscrição de associado

Ponto Seguro

ponto seguro