cabecalho

Tradutor

ptenfrdeelites

Informação por email

Subscrever

Se quiser receber a informação do Sindicato por e-mail, inscreva-se aqui

Protocolos

logo medio1

Formação

Mais uma importante luta na defesa da segurança e dos postos de trabalho

Pare Escute LuteTerminou às 12 horas o período de greve no sector ferroviário, que se iniciou às 00h de dia 12 (ontem) nas empresas MEDWAY e TAKARGO até às 24h e que na CP decorreu entre as 12h de dia 12 de Junho, até ás 12 horas de hoje, com uma adesão quase total dos trabalhadores, que no que concerne à circulação ferroviária de passageiros e mercadorias, ficou reduzida aos denominados serviços mínimos.

Foi uma greve que teve um destinatário, o governo de quem exigimos que acautele a segurança de pessoas e bens e que tenha em conta as reivindicações que colocamos e, assim, mais do que nas palavras, se assegure sem ambiguidades o principio de que a circulação ferroviária em Portugal, agora e no futuro, terá como regra o mínimo de dois trabalhadores por comboio.

É possível o acordo se o governo se colocar ao lado dos interesses da segurança e não ao lado dos interesses dos operadores, se assim fizer terá da parte dos representantes dos trabalhadores uma posição negocial construtiva.

Mas se não houver esforço da parte do governo, os ferroviários voltarão à luta das 12 horas de dia 23 às 12 horas de dia 24 de Junho na CP e dia 25 das 00h às 24h na MEDWAY e TAKARGO, na região Norte do País

Ficha Inscrição

Sindicaliza teFicha de inscrição de associado

Ponto Seguro

ponto seguro